Técnicas e dicas em polimento e cristalização.

  1. Informações sobre polimento.
  • Numa pintura nova é razoável que o polimento não seja o definitivo, pois queremos que ela seja duradoura e o polimento remove a tinta, então o polimento final, com seu intenso brilho só vai ser obtido lá pelo terceiro trabalho de polimento. Mas não significa que a pintura nova não seja brilhante, só mesmo uma analise da textura é que vai diferencia-la (do ponto de vista da lisura da superfície) de uma pintura já diversas vezes polida.
  • Faça um lixamento prévio de toda a superfície, com lixa 1200 d'água, cuidado para não desnivelar, ou seja tirar a tinta, principalmente nas quinas e vincos. Evite lixar próximo a locais de difícil acesso, pois quando for polir com a politriz, os riscos da lixa não serão removidos, já que a mesma é limitada por seu tamanho, e é muito trabalhoso polir manualmente hoje em dia, dado a dureza da tinta P.U.
  • Faça o polimento antes de desempapelar, pois o mesmo produz muita sujeira de massa, fiapos e pó, além de contaminar borrachas e plásticos com a tinta que se espalha por tudo.
  • Use de preferência boina sintética, para o acabamento em P.U., e de carneiro para o sintético, as tintas acrílicas e nitrocelulose, já quase não são usadas, mas se for o caso a boina de carneiro é a mais indicada.
  • Quanto as massas de polir, as melhores são as à base de agua, por que não sujam muito e são mais fácil de limpar, Comece com a número um, acabe com a número dois.
  • Faça sempre painéis completos, como o capô por exemplo, pegando áreas de no máximo 40 cm, até terminar o painel, volte do inicio para polir com a massa numero dois, e limpe tudo com estopa nova, repasse novamente nas áreas que ainda mostrarem riscos de lixa.
  • Quando tudo estiver polido e limpo e o carro estiver totalmente pronto, é a hora de passar a cera protetora. Use uma sem silicone, que dê proteção contra os raios ultravioleta, e que proteja no mínimo por dois meses.
     2.   Informações sobre cristalização ou revitalização de pinturas originais.
  • Na cristalização, deve-se analisar primeiramente o estado da pintura: se há áreas sem verniz, desniveladas, queimadas, manchadas, pois se houver, o polimento só vai agravar estes danos, sendo necessário pintar mesmo estas áreas. Faça testes nessas áreas e decida pelo resultado, se valer a pena, mãos à obra.
  • Lave o carro com sabão neutro. Nas portas e laterais inferiores se houver respingos de asfalto, remova com querosene ou um solvente fraco (aguarrás) diluído com água, cuidado para não remover a pintura, se ela não for original estará mais vulnerável, não use thinner ou diluente.
  • A seguir, identifique os riscos que podem ser removidos, são aqueles que não são tão profundos e que não atingiram a camada colorida se o carro for envernizado (dupla camada), ou que não atingiram o fundo colorido se o carro for P.U. . Para saber se o carro é envernizado passe uma lixa 1200, em um pequeno pedaço, se a lixa ficar com resíduos em tom branco é envernizado, se ficar com resíduos da cor do carro é P.U. .
  • Sobre os riscos que podem ser removidos faça um lixamento com lixa de grana 1200 d'agua, até que sumam, ficando lisa e sem brilho esta área. Tente terminar esta etapa, no carro todo antes de passar para a próxima.
  • Empapele o carro, ou seja isole suas partes de plástico e borracha com fita crepe e jornal, para que não fiquem impregnadas com os abrasivos do polimento misturados com tinta, que são espalhados durante o processo, quando o mesmo é feito com politriz. Se quiser ser meticuloso, cubra os vidros também, senão apenas limpe-os após o termino. Os abrasivos não danificam os vidros, pelo contrario, até melhoram no seu aspecto.
  • Primeiro faça o polimento nas áreas lixadas que estavam com riscos, com massa número um  depois a massa número dois. Depois o polimento do resto do carro, apenas com a massa número dois, sempre fazendo seu trabalho por partes: painéis, áreas de 40 cm, verificando o resultado e passando à frente.
  • Sempre que precisar volte, e esfregue onde ainda aparecer riscos de lixa. Tudo pronto desempapele e lave se necessário, pois massa pode secar nas entradas das portas por exemplo, e isto dá um péssimo efeito...
  • Efetue então a cristalização, escolha uma boa cera cristalizadora, sempre na sombra, nunca ao sol, aplique a cera em pequenas áreas, ou painéis, e retire com papel do tipo toalha sempre que o papel ficar impregnado de cera e sujeira troque-o. Com a prática um só profissional pode cristalizar até dois carros por dia, dependendo do seu estado, quanto aos riscos que possuir.
      3.  Informações sobre tintas automotivas.
  •  Quando eu era um menino ainda, lá por volta de 1980, os carros eram repintados com tintas nitrocelulósicas, sintéticas e acrílicas, estas últimas para cores metálicas. As tintas eram compostas com materiais de derivações distintas e não se misturavam.
  •  Era fundamental saber se um carro era duco (marca da Polidura que virou sinonimo para nitrocelulose) ou sintético, pois se fosse sintético a repintura com duco era impraticável, pois a tinta arrepiava.
  •  Haviam dois tipos de acrílico: o acrílico e o acrílico dupla camada, este último o pioneiro das tintas que são usadas hoje. Todos ficaram para traz. Com a evolução das resinas em poliéster e poliuretano, as fábricas foram gradativamente substituindo a matéria prima das tintas.
  •  A principal mudança, ao meu ver, foi  a forma de secagem, todas as tintas antigas secavam por evaporação dos seus solventes, em primeira instância, o que podia trazer riscos de trincas pois as camadas superiores secavam mais rapidamente que as inferiores.
  •  As tintas atuais secam por endurecimento através de catálise, são muito mais duras, e resistem muito mais às intempéries externas, posto que no processo de secagem suas moléculas são modificadas, é como o que acontece com a massa plástica, depois de seca, após a catalise não pode mais ser diluída.  
  •  Hoje em dia, temos apenas duas famílias de tinta automotiva: Poliéster e Esmalte P.U. (abreviação para poliuretano), entretanto, ambas são tintas com o mesmo sistema de secagem, o que só traz vantagens! Por que não há conflitos entre elas, e as camadas podem ser sucessivas sem os riscos de antes.
  •  Poliéster: É a cor do sistema dupla camada, pode ser lisa ou metálica, não tem bom poder de  cobertura, já vem pronto para o uso, sua secagem está vinculada ao acabamento final, se completa com a aplicação do verniz P.U., este sim é o acabamento. Ou seja: o trabalho possui duas etapas, a cor e o acabamento.
  •  Esmalte P.U.: Só pode ser liso, super poder de cobertura, já é o acabamento, não precisa de verniz, bem encorpado, encobre facilmente riscos de lixa de grana até 320. (o poliéster precisa de um lixamento prévio com lixa de no mínimo 600). Dispensa isolamento com primer, mas o ideal é passar uma base tingida antes.

64 comentários:

Anônimo disse...

gostei muito desse site vou entrar sempre quando possível pois tem muitas paradas maneiras e sobre carros que são muito irados, espero que tenha vários acessos.

Ronaldo Cardoso disse...

excelente as dicas. como sou amador,goataria de saber se, para polir sintético, após passar a lixa (1500 ou 2000), é correto, usando a politriz, polir usando também agua durante o polimento.

Wilson Guttler disse...

Oi Ronaldo! Bom para o polimento de pinturas sintéticas a grande dica é esperar a cura total (secagem completa) antes de iniciar o polimento. Note que este tipo de tinta seca por endurecimento e não é catalizado (normalmente) então faça um teste antes de começar a polir. boa sorte! Abraços!

Samuel Vianna Gomes disse...

Muito boa essas dicas, eu tenho uma Step Wagon da honda, ela é bem comprida vai ser bem trabalhoso, mas com essas dicas me esforçarei para conseguir o melhor resultado !
Muito obrigado Wilson


Samuel

Wilson Guttler disse...

boa sorte no polimento do seu carro! Qualquer dúvida, estamos aeew!

Anônimo disse...

as dicas sao muito boas , tenho um Golf GTI preto e com essas dicas vou fazer um polimento top de linha

Anônimo disse...

Muito bom as dicas estou começando neste ramo de pintura e tenho muita dificuldade ainda com as tintas nw tenho segurança na hora de acertar as cores poderia dar umas dicas aqui....

Wilson Guttler disse...

Olá "anônimo", mande um e-mail com suas dúvidas ou faça login para postar seus comentários e dúvidas que eu responderei com o maior prazer... Abraços!

Elcio Boaventura disse...

Boa noite, Wilson.
Gostaria de saber se você conhece algum produto que retira as manchas brancas que ficam nas partes plásticas após um polimento mal feito.

Boa semana!

Elcio Boaventura.

Wilson Guttler disse...

Olá Elcio, boa noite! Manchas brancas que contaminam peças plasticas ou borrachas pretas podem ser removidas com uma estopa embebida com thinner para limpeza. Após o que de imediato deve ser aplicado o revitalizador para plásticos, conforme as instruções do fabricante, existem algumas marcas de revitalizadores para plástico, eu uso um chamado Revit-plast que adquiri a muito tempo atras. Boa semana!

Anônimo disse...

como faso para o adesivo náo enrruga depois da apricaçao do ferniz

Wilson Guttler disse...

Mande-me um e-mail com detalhes sobre sua dúvida que responderei com prazer, esta página é dirigida a polimento e cristalização. Obrigado pela visita!

Julio disse...

Olá possuo um gm tigra 98 vermelho. Gostaria que me indicasse a melhor tinta para um acabamento idêntico ao original. Já tive outro carro deste vermelho e tive que pinta-lo todo e pedi a cor original "vermelho magma", mas no final a pintura ficou escura e longe do vermelho original que é mais claro. Este carro que irei pintar possui ainda a pintura original e no capô esta descamando um verniz embaixo do emblema. Peço ajuda porque não gostei do resultado do primeiro carro e meu carro é de muita estima.

Wilson Guttler disse...

Olá Julio! O vermelho é uma cor que tem baixo poder de cobertura, é preciso determinar quantas passadas são necessárias para que ele encubra a base totalmente. Desvios de tonalidade podem não ser devido à tinta e sim ao procedimento de pintura. Glasurit, PPG, Brasilian, Wanda, Sherwin Willians, entre outras são marcas ótimas e fáceis de encontrar no mercado. Entre em contacto por e-mail que eu explico melhor. Obrigado pela visita!

Adelmo Teixeira da Silva Silva disse...

Cara gostei mesmp das dias , somente neste site encontrei a verdadeira resposta da diferença entre tinta poliester e tinta PU , pois preciso pintar um carro e tinha estas duvidas , valeu mesmo .

Mayer Gomes disse...

Olá, sou Meio oficial em funilaria e pintura,Porem tenho um problema qndo pinto na cor clara tudo BLZ ,mais qndo é pintura escura como preto,azul, etc. pinto e logo jogo o verniz mais na hora de fazer o polimento,aparece um monte de bolinhas brancas em baixo do verniz e qnto mais pulo mais ela vai se espalhando ,se poder me ajudar serei muito grato. E-mail mayer.sjrp@hotmail.com

Wilson Guttler disse...

Olá Mayer, acho que estão ocorrendo erros na diluição, aplicação e na pressão de trabalho. A superfície do verniz fica repleta de poros, após o que os poros retem resíduos do polimento (os pontinhos brancos). Aconselho você a aumentar a diluição, a pressão de trabalho e diminuir a quantidade de verniz aplicado (três passadas no máximo). Obrigado pela visita!

Mardonio Sena disse...

ola Wilson tudo certo...qual a melhor forma de evitar o efeito casca de laranja na aplicação do verniz,e gostaria de saber se da para eliminar essa imperfeição com polimento muito obrigado

Wilson Guttler disse...

Olá Mardonio, evitamos este problema ao aplicar o verniz. Realizando a diluição correta, a velocidade de aplicação apropriada, a pressão de trabalho e a abertura do leque/intercalação de passadas. Com todos estes detalhes ajustados realizamos uma pintura mais lisa e espelhada. No polimento podemos minimizar o defeito sim, mas depende do grau de texturização. Obrigado pelo prestigio! abraços!

Anônimo disse...

Mto bom

Anônimo disse...

Olá wilsom sou giovanni d angra dos reis qual a pressão Adequada para aplicar o vernis e numa lata cheia ou seja, lacrada qual a porcentagem d diluente q coloco para nao acontecer esse problema d bolinhas brancas na hora q poli apintura principalmente em preto poliester muito obrigado Vcs sao d mais ......

Wilson Guttler disse...

Olá Giovanni! A pressão adequada para as pistolas HVLP está entre 40 a 45 libras, esta medida precisa ser vista no manômetro acoplado na entrada de ar da própria pistola, com o gatilho fechado. No caso de um retoque pequeno isto muda. Em uma lata de verniz 5:1 vc pode acrescentar até 300 ml de diluente, em termos percentuais: 40%. Obrigado pela visita!

Anônimo disse...

Boa tarde Wilson.
Parabéns pelo site, muito util!!
Tenho uma duvida, tenho um ford Ka vermelho, pedi para fazer polimento e cristalização faz 1 semana, no dia seguinte lavei o carro apenas com agua para tirar residuos brancos que ficou nas partes pretas de plastico, logo quando terminei de lavar o carro reparei que no capo do motor havia pingos brancos que não sairam mais, esses pingos não tinham antes do polimento, o que pode ter acontecido??
tirei bastantes residuos do teto do veiculo, os residuos podem ter escorrido par ao capo e manchado por conta do sol?? ja que quando lavei o veiculo estava batendo sol no capo.
Antes de polir, o carro apresentava riscos em ciruclos (aqueles riscos que aparacem em varios carros), nos primeiros dias esses riscos estavam escondidos mas hoje, após 1 semana ja consigo ver novamente esses riscos, isso é normal?
Obrigado!!

Wilson Guttler disse...

Olá! É importante que sigamos uma sequência de trabalho ao efetuarmos o polimento e cristalização. A lavagem deveria ser feita após o polimento, e não após a cristalização. As gotas de água funcionam como lentes, aumentando a caloria recebida na pintura, impregnando manchas até nos vidros. Quanto ao riscos circulares que reapareceram, devem ser polidos novamente com liquido para polir ou micro-polidores e depois encerados. Obrigado pela visita!

Daniel Frazão disse...

Wilson, tudo bem?
Tenho uma dúvida pra tirar contigo: tenho um Ford Ka preto, 2009/2009, que acabou de passar por funilaria na porta lateral direita. No entanto, ao retirar o carro, percebi que a pintura possui alguns desníveis em que fica perceptível os locais que foram desamassados. O funileiro que fez o serviço me disse que tenho um polimento na garantia, gratuito. O polimento é suficiente para essa correção ou é necessário refazer a pintura da peça? Aguardo sua resposta. Obrigado!

Wilson Guttler disse...

Olá Daniel! Quando os desníveis estão vinculados à texturização da pintura ou mapeamentos durante a secagem, com certeza são eliminados ou diminuídos após o polimento. Aguarde o polimento final e aprecie o resultado, só assim saberá se é necessário repintar. Obrigado pela visita! Abçs!!

Anônimo disse...

óla meu nome é Fabio, gostei muito do site estou começando como polidor agora e ta servindo muito para mim. obrigado

Wilson Guttler disse...

De nada Fábio! Que vc colha muito sucesso no ramo automotivo, não deixe de manter seu interesse nas técnicas e evolua sempre. Abraços!

Kleber disse...

pro cara do ford KA: meus sentimentos más você tem uma grande chance de já ter sido enganado, se vc esta vendo marcas de hologramas em seu carro é porque seu carro sofreu apenas uma maquiagem e não um polimento de verdade. Num polimento há várias etapas entre ela o uso de um produto menos agressivo com boina amarela e após o uso de uma cera polidora com boina de espuma que é responsável pela retirada desses hologramas, muitos pulam esta ultima etapa citada e já cristaliza escondendo as imperfeições, e outra se vc lavou com sabão de lavar louças ou roupa já era sua cristalização pois ambos são desengordurante e cristalização nada mais é do que uma resina de silicone que pode ser removida com esses tipos de sabão, oriento o uso de sabão automotivo de preferencia com cera. Quanto as gotinhas o cara ai esta certo se lavou sobre o sol fica assim mesmo mas não se preocupe pois nas próximas lavagens vai sair desde que seja lavado a sombra. Falow jovens um abraço a todos.

Wilson Guttler disse...

Olá Kleber! Obrigado pelo comentário. Ao meu ver o polimento de uma pintura somado a cristalização tem como objetivo revitalizar a pintura e deixando-a como nova, alem de protege-la dos raios solares. Mas é preciso uma analise do estado da mesma para começar o trabalho. A partir desta analise determinamos o modo do processo, adequando ao carro o melhor procedimento.

Eric Moura disse...

Pow cara queria que me desse umas dicas sobre os melhores produtos a serem usados em um polimento obg desde ja

Wilson Guttler disse...

olá Eric! Os produtos básicos para o polimento são: lixas 1200, 1500 e 2000 / massa de polir numero 1 e 2 (base de água) / estopa e algodão / flanelas / boina sintética ou natural / cera de carnaúba cristalizadora / cera protetora / líquidos não abrasivos do tipo auto brilho. Quanto as marcas elas são tantas que é difícil citar uma ou algumas, mas os produtos mais frequentes são da 3M, Lincoln, Perola, DryWash. Boa sorte e obrigado pela visita!

Anônimo disse...

Bom dia Wilson,

Comecei a fazer micro pintura, porém quando finalizo no verniz, o mesmo fica arrepiado com bolinhas e após polimento parece ficar com bolinhas brancas, ou seja, estas bolinhas parece falta de pintura, o que não ocorre, pois dei várias demãos!!!!

Wilson Guttler disse...

Uma pintura não pode ser "carregada" demais,(duas passadas + uma extra para o polimento) senão fica muito texturizada e comprometida também no tempo de secagem. Outro fator que pode causar o defeito que cita é a diluição, verniz muito "grosso" também faz aparecer os tais pontinhos brancos.

alexandre disse...

ola....gostei das dicas....to em duvida....um conhecido disse q nao se lixa moto p polir pois tem tinta fina....o outro disse q lixa sim...minha moto eh uma twister....acho q eu mesmo vou polir esla,,,me de sua opiniao

alexandre disse...

tbm gostaria de saber se eh bom lavar o motor da moto com limpa bau

Wilson Guttler disse...

Olá Alexandre! Acho que a pintura das motos possuem a mesma espessura da dos carros, entretanto ao polirmos uma moto dado a área de polimento ser menor, tendemos a retirar mais verniz do que nos carros...Se julgar conveniente lixar antes de polir, use uma lixa de grana 2000 e não esfregue ou pare a politriz em uma área por muito mais tempo que o necessário. Quanto ao produto limpa-baú acho que ele pode ser usado, mas leia seu rótulo e veja se tem alguma reserva de uso em peças plasticas e borrachas, para não estragar ou manchar sua moto. Boa sorte!

Anônimo disse...

meu amigo meu nome e walter, e gostaria de uma ajuda, riscaram meu carro ,riscos profundos, como tirar, ferramentas e material, o carro e um sandero cor preta.

Rodinei disse...

Nunca poli um carro,tenho um Fox prata, quero polir e gostaria de saber por onde começar, como a melhor cera base d'água qual o procedimento e as boinas que eu usaria passo a passo
. Obrigado

Anônimo disse...

Muito boa essa informação, na verdade eu não sabia como era feita.
parabéns pelo site.

PETERSON MARQUES disse...

Boa tarde Wilson,seu site é super interessante,gostei muito,tenho um gol g3 Rallye preto,ele està com a pintura puverizada com umas bolinhas brancas,que nao sai com cera,o que devo fazer?Obrigado.

Wilson Guttler disse...

Olá Peterson! Talvez seu carro foi impregnado por uma poeira de tinta carregada pelo vento quando alguém pintava algo próximo ao local onde ele estava estacionado. Normalmente estas contaminações ocorrem com o esmalte sintético e podem ser removidas da pintura com um thinner para limpeza, mas cuidado com os plásticos e borrachas(!) e evite encharcar demais a estopa. Em último caso podemos lixar com uma lixa de polimento técnico (1500 ou 2000) antes de polirmos com massa numero 2, neste caso (polimento após lixamento) com a máquina de polir. Vc pode também polir seu carro manualmente, diretamente com massa numero 2, mas é mais demorado. Boa sorte!

salym disse...

levei meu carro para pintar e aconteceu o seguinte:depois de pintado o pintor iniciou o processo de polimento passou a lixa 1200 em seguida passou a pasta e depois de passar a politriz para acabamento final algumas partes do carro deram uma leve esbranquiçada o que pode ter acontecido e oque pode ser feito para solução deste problema.

atenciosamente,
salym...

Wilson Guttler disse...

Olá Salym, talvez alguns riscos do lixamento previamente feito com 1200 permaneceram após o polimento com a politriz. Em cores escuras isto é muito comum e a correção é um reforço de polimento e se possível afinar com o liquido para polir tipo Finesse-it, que elimina também possíveis névoas originadas na etapa com a massa de polir. Boa sorte!

Anônimo disse...

Boa Tarde WIlson, Fiz Cristalizaçã civic Preto metálico, só que final o carro inteiro ficou com manchas, embassado, usei lixa 3000, depois massa polir tirando com politriz, depois usei auto brilho 3m e final cera W Wax Cristalização Whurt. Com estes procedimento ficou tudo embassado, o que tem quer ser feito neste caso com a cor preta metálico,
email: phsantos08@yahoo.com.br,
Grato, Paulo Henrique

Anônimo disse...

Boa noite amigo, hj lixei meu carro na cor cinza escuro com uma lixa 1200 e fico umas bolinhas brancas oq devo fazer agorá para sair essa manchas? Obrigado

Wilson Guttler disse...

Bem... Carros escuros ao serem polidos revelam os riscos provocados no polimento com mais facilidade, tanto de lixamento como de politriz, produtos de finalização de polimento podem remover estes "embaçados" (um produto do tipo Finnesse-it, com já relatei).

Antonio Carlos disse...

gostaria de saber o seguinte mandei desamassar a porta do meu carro quando chegou veio todo bonito bem pintado e desamassado mas depois de um tempo vi que estava aparecendo a mancha da massa que foi colocada para igualar a pintura como faço para remover a mancha da massa para que a pintura volte a ficar toda bonita e sem mancha?

Anderson Costa disse...

Ola wilson mto bom.gostaria de saber:apos a repintura qual a forma correta de fazer um polimento manual;ja que as pecas em questao sao pequenas e cheias de detalhes,invibializando o uso da politriz...quais produtos usar e quais marcas valem realmente a pena....obrigado

Wilson Guttler disse...

Para o Antonio: Marcas de polimento podem reaparecer após um tempo devido à remoção da cera, um reforço de polimento pode resolver o problema.
Para o Anderson: O sucesso no polimento manual está condicionado ao empenho. Basicamente usamos alem da massa de polir um removedor de holografias e uma cera protetora. (estopas, algodão, papel para polimento, massa de polir à base de água, massa a base de solventes e lixas podem ou não entrar na sequencia de polimento, dependendo do caso. Quanto as marcas as mais comuns são 3M e Lincoln mas existem muitas marcas excelentes.

Antonio Carlos disse...

Obrigado pela ajuda Wilson mim ajudou vlw

Anderson Costa disse...

Mto obrigado sua ajuda eh fundamental...Deus o abencoe

Antonio Carlos disse...

esse reforço de polimento da pra fazer em casa com a cera tradicional grand prix ou nao?

Wilson Guttler disse...

Sim, pode. Use estopa para polimento, massa de polir número 2, liquido para polir extra-fino como acabamento do polimento e cera. Faça um teste em uma pequena área, até que vc esteja satisfeito com o resultado comparativo, desenvolvendo um procedimento. Após ter a certeza de que seu procedimento dará certo reproduza o mesmo no resto do carro ou nas áreas que quer melhorar.

Antonio Carlos disse...

vlw pela dica

Anônimo disse...

Se um carro estava pintado com DUCO, posso retocar a pintura com PU? quais os riscos? o que é mais indicado?

Antonio Carlos disse...

mas esse reforço de polimento nao posso fazer so com cera nao? e necessario a massa de polir e o liquido extra fino?

Leonardo Ouverney disse...

Wilson, estou tendo o maior problemas, com as "Bolinhas brancas" em baixo do verniz.
Estou usando o Verniz da Wanda 5100. Você indica diluir? Pois acho ela muito grossa.
Agradeço.

jonathan disse...

Gostei dessas dicas presciso de ajuda para achar a pintura perfeita eu queria um prata com flakes azuis se tem alguma tinta assim me indique o nome agradeco

Sandro Valladares disse...

Usar 1200 para polir vai te dar muito mas trabalho para polir,pois o risco em muito fundo,use a 1500 e depois a 2000 e vai ver q não vai nem preciisar usar a pasta 1, vai direto com a 2 com boina branca,depois com lustrador com boina amarela,e se for querer cristalizar pode ser na mão,mas nunca use estopa , use pano de micro fibra ou algodão de polimento.
obs,todo material de polimento vem com modo de usar no rotulo,basta ler !
Conselho- use de marca boa,o processo vai ser mais rapido ,limpo,e menos esforço.
recomendo para o processo todo de repintura:
1-lixamento 1500 e depois 2000.
2-pasta.polir 2 boina branca
3-lustrador boina amarela
4-cristaliza com espuma e retira com micro fibra
5-ta pronto,fica lindo demais,carros escuros vira espelho.

Eu uso.
pasta de polir auto color
corte diamante meguiers
e cera hi tech yelow wax meguiers.

Tem tudo no mercado livre , e caro mas e a melhor e rende para mais de vinte carros.

Espero ter ajudado.

Anônimo disse...

Depende se o material e a base d'água pq tudo depende do matéria que vc escolher para ser utilizado no polimento

Anônimo disse...

Cara na verdade um bom polidor faz um polimento que nem precisa do processo de lavagem do veículo pq ele isola todas as entradas de portas capô e porta mala ,e todas as borrachas no final é so aplicar a cera de cristalização e retira com algodão ou pano de micro-fibra e o cara estar limpinho e sem precisar lavar pq quando vc lava vc tira boa parte do material e depois pra encerar fica muito ruim devido as pequenas quantidades de agua que fica acumulado de baixo das borrachas e etc espero que tenha ajudado

Anônimo disse...

Boa tarde, tenho um carro branco 2013 e gostaria de fazer uma proteção na pintura já que ele fica exposto ao sol, chuva, sereno.

Tem pessoas que indicam o polimento + cristalização e estou na duvida, pois a pintura está boa e preciso somente de uma proteção.

Posso fazer o polimento + cristalização ou tem um outro serviço mais indicado?

Wilson Guttler disse...

Se vc está satisfeito com o aspecto geral da pintura, aplique apenas uma cera protetora. Mas fique atento, use uma que previna contra os raios UVA e UVB. Faça isto a cada 3 meses ou segundo as recomendações do fabricante da cera.