segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Restauração de Radiadores Plásticos (Passo à passo)

Um fato comum, em colisões dianteiras é o dano ao radiador, pois o mesmo em quase que em todos os modelos de automóveis está posicionado atrás da grade central, logo após ao para-choque. Numa colisão frontal de maior impacto, ou quando algo pontiagudo ou protuberante ultrapassa a lâmina interna do para-choque dianteiro o radiador é sempre afetado...Em alguns destes casos, quando ocorre perfuração ou rachadura na parte plástica, (pois os radiadores possuem uma colmeia de alumínio central) pode ser feito um restauro permanente, que sem duvida nenhuma será mais barato do que a troca! Eu já fiz vários, e nunca houve reclamações. O cliente ganha e você também! Vamos à ele?
              




 A foto ao lado mostra um radiador do Fiat Palio com  um dano do lado esquerdo, que inclusive foi reparado com massa plástica e soldado, apenas para levar o veículo até a oficina funcionando, com todo cuidado para evitar o super-aquecimento. O que só foi possível por que o percurso era pequeno, e o reparo de socorro, feito no local reduziu o vazamento  enormemente. Caso contrário não é aconselhável a remoção, devendo ser feito o reboque do veículo ou a desmontagem (e depois a montagem) do radiador no próprio local, para evitar qualquer dano ao motor.






No detalhe vemos a área a ser tratada, e o trabalho emergencial, que consistiu em soldagem com ferro de solda e calafetação com massa plástica...








Ao lado, a primeira etapa do trabalho de restauro, a limpeza e visualização do estrago, após limpar toda a área com uma escova de aço e lixa, retirando toda a massa plástica, para não poluir a solda, eu retirei uma tampa terminando por deixar um buraco, o que facilitou a limpeza, e também o reposicionamento do remendo.




Posicionando, de forma precisa o remendo, eu vou fundindo com uma pistola de solda, ao redor do mesmo, até completar a volta toda, note que o plastico fundido escurece, devido à temperatura de fusão do mesmo ser menor que a alcançada na pistola, o que permite um controle no botão liga-desliga da pistola, deve-se tentar soldar (fundir) e não sublimar o plastico!



Em qualquer soldagem, é preciso material compatível, para reforçar o trincado e garantir ainda mais o serviço. Usei material do próprio radiador, uma base de ancoragem que não estava sendo utilizada (seta em destaque) que era igual a mostrada na seta menor, espalhando este material pelo reparo.








Retomando, vamos aplicar um aderente para plástico, para reforçar a fixação da massa plástica...









Aplica-se a massa plástica, reforçando ainda mais a parede, além de dar mais estética ao trabalho, na foto a massa já foi lixada.










Após o que é feito nova aplicação de aderente, para proteger, selar o trabalho... E fim! basta recolocar o radiador no veículo. Eu acompanhei a eficiência deste procedimento em outros veículos por vários anos, e jamais houve necessidade de troca do radiador, portanto recomendo este procedimento a todos. ( desde que sejam levados em conta todos os critérios que relatei)  Um abraço e até a próxima!!

2 comentários:

Anônimo disse...

Wilson, meu caro.Adorei suas matérias, e agora estou lhe pedindo um conselho. Tenho um Chrysler Neon de estimação, ele apresentou uma trinca na tampa plástica superior do radiador, bem onde parecia ser a parte mais forte, onde a parte curca da peça plastica se junta a uma parte plana que vem com um adesivo de especificação no topo do radiador. Pergunto a você, se com pouca experiência em soldar plástico, mas no caso tenho e sei utilizar bem a pistola de solda, qual material deveria ser utilizado para tentar reparar a trinca? Tenho abrir a trinca, transformando em um rasgo para soldar melhor?. Um abraço.
Placido Justi

Wilson Guttler disse...

Olá, Placido. Existem diversos tipos de plásticos, quando a sua composição e especificação, para solda-los o material usado para reforçar a solda é um pedaço de plástico idêntico ao da peça a ser soldada. No seu caso como é uma trinca, talvez não seja necessário bastando realizar uma solda cruzada a trinca. Afundando a ponta da pistola SEM VAZAR vc notará que se forma um anel ao redor do local aquecido. Faça uma sequencia de anéis e após isto nivele a solda com a própria pistola. Boa sorte e obrigado pela visita!